quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Ainda o pátio

Pois em frente é o Manuel Carvalho, o Carvalho como muita gente lhe chama. Homem medonho, isso mesmo de H grande. Não há porta em que não se agache, talvez pelas porradas que deu numas tantas. Não pensem que é só pelo tamanho. E a cara? A cara naquela cabeçorra é de impressionar qualquer um de vincada que é, do sobrolho franzido, azul ainda que sempre de barba escanhoada a preceito. E as mãos, qual mãos, as patorras! sempre semicerradas como que a partir para coice de mula nascendo daqueles pulsos fortes que nem troncos! Vá lá alguém meter-se com ele! Força, coragem experimentem dirigir-lhe a palavra, seja só perguntar-lhe as horas. Viram? Viram como é? Aquele sorriso que se abre, a cara de criança que compõe para: 10 ¼, somente. Viram como o olho se ilumina por tão-pouco e como tarda a esmorecer até voltar ao seu ar de tritão? É esse o Manel Carvalho. O que é conjurado para a meninada comer a sopa mas que os arrasta a seu lado na fanfarra. Bum, bum catrapum pum pum aí vai ele na charanga dos bombeiros, passo certo como os demais, de capacete brilhante, empurrando o bombo com a barriga. O bombeiro Carvalho já desde gaiato, o primeiro a acudir, à sirene sem a deixar calar. –Rais parta o diacho do moço! comentário d’um eterno segundo a chegar. Isto… até ao dia em que abalou prá tropa porque foi bombeiro e mecânico voltou. Agora…, agora ficou mecânico e em terra que o comandante o quer na retaguarda. Pobre Manel. Mas avante que em frente também fica À’delaide que como convém para a história pequenina tinha de ser. Ah a Adelaide, que mimosa, que gracinha! Chega-te a ela, vai lá vai…!

8 comentários:

Maria disse...

Safaste-te de boa...*

*intrigado? vai espreitar o meu blog.

Maria disse...

Gostei do matulão. Tenho um fraco por mãos grandes ^-^

Damularussa disse...

Apagar o pátio, dizias tu no anterior? Fora tal possivel!
Volto ...gosto desse pátio.

Beijo


Ps- E upa!!*

diefe disse...

Conta sobre a Adelaidinha, conta, conta....:)
(E Maria, filhanéticadesnaturada, assim sinto-me vítima....snifff!!!)

maria_arvore disse...

Sorte da Laidinha ter umas mãos enormes para lhe pegarem ao colo. :)

Erecteu disse...

Ora, ora... as minhas pombinhas divididas! Laidinha vs Manelão.
Eu sem saber por e para onde ir e vocês a picarem.
Picadelas que sabem bem.
Bjs

rui disse...

Olá! Erecteu

Vejo que está tudo bem por aqui!

Este pátio está uma obra de arte.
A descrição do Carvalho é um primor!
O conto tem o teu estilo inconfundível e..., promete!

Um abraço amigo

mfc disse...

Há sempre "um homem do saco" em cada terra que nos amedronta o imaginário enquanto miúdos!
E afinal de contas são uns pobres diabos que não fazem mal a uma mosca!