quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

União ? - BII

O grito do Zé Galo caiu como caía o sol.
-À Baliza, à baliza? O coro desafinado do “USA” –União Sport dos Açougues- não se conformava com a vista da bola voando em arco para violar, nas suas visões o véu da noiva dos da parvoíce, desvanecer-se com a exigência do Biegas.
Agitavam-se à sua volta como formigas com o carreiro desfeito. Imploraram, ofertaram a escolha do número da camisola, o Rochinha garantia liberdade de movimentação em campo mas esbarraram com determinação tão grande ou maior que o craque em contratação.
-Já disse carago, só à baliza.
Estava feito, e desfeita a esp’rança; assim como a noite estava agora feita, estava desfeita a união dos Açougues.
Lá foram eles a caminho do bairro, bola debaixo do braço como viola no saco. Quem os visse passar estranharia com certeza a procissão. Onde estava a corrida em passes de bola, a berraria do PAss'á, os risos e os palavrões?
Depois do jantar encontramo-nos no largo disse o Rochinha compenetrado no seu papel de jogador treinador.
-Se a minha velha deixar, disse o Zé Galo.
-Quero lá saber, vai quem pode.

O primeiro a chegar foi o Garrincha que não tinha limitações, vantagem de quem não tem quem tenha para com ele grandes obrigações. Seguiu-se o Rochinha; os outros foram chegando aos pares. Pelo meio lá veio o Zé Galo fazendo contas ao troco que lhe caberia por não ter dito nada lá em casa.
-O gajo não joga, abriu o jogo logo meigo.
-Ó Rochinha…
-Foda-se não joga, atalhou e justificou: Equipa já temos, se ele não tivesse aparecido aí como era, não jogávamos na mesma?
-Mas ò Rochinha, é a desforra, e na Parvoíce.
-Mais’uma razão. É a nossa desforra, acabou.

Qual acabou! Mais uma vez o União Sport dos Açougues estava desunido.
Deixa lá o gajo ir à baliza, gemia Zé Galo, galardoado frangueiro merecedor do apelido, apoiado pela maioria dos indecisos.
-Amanhã, antes do almoço, todos aqui no largo para distribuição do equipamento.
Assim acabava a reunião; dispersaram uns a caminho de casa, Garrincha sem saber para onde deixou-se para ali ficar e ainda ouviu o Pica.
-O gajo tem a mania que é ele que manda.

Chegado a casa Rochinha foi logo apalpar as camisolas. Ainda estão húmidas não dava para marcar os números.
A preocupação dele instalou-se. O vermelho revelava-se pró castanho. Assaltava-o a dúvida do resultado daquela tingidela. Seguira à risca as recomendações que lhe dera a avó do Borrego.
Pusera a panela a ferver com uma beterraba. por cada camisola, mais três punhados de sal e um copo de vinagre; quando a água estava a ameaçar levantar fervura enfiara-lhe as camisolas mexendo com um pau durante, quase, uma hora, tirara-as depois para fora e passou-as de imediato por água fria e mais sal. Tudo a preceito por duas vezes que a panela de ferro não dava para mais.

Uma despesa do caraças, cada uma a 1$50 regateados três por 4$00 lá conseguira que o Cuba passasse o lote das doze para 15$00, nem menos um tostão avisou o judeu. Onze escudos era tudo o que então tinha, nada que duas idas à pinha não tivessem resolvido.
Nessa manhã passara por lá a levantar a encomenda.
Negócio fechado, levantara as camisolas interiores, o Cuba deu-lhe um aperto de mão e ofereceu-lhe uma de manga comprida.
–É para o guarda redes, tem defeito na costura mas não se nota.

-Afinal o Cuba é porreiro

10 comentários:

maria_arvore disse...

Então o Cuba dá camisolas para os USA, esses açougueiros?... ;)

E passada esta piada, sempre te digo que esta tua escrita, mesmo sem pinga de sexo, me cola os olhos ao ecrã e com vontade de copiar a receita para tingir. :)

Abssinto disse...

Quero ser sócio da União Sport dos Açougues! como faço, tenho que pagar jóia? As quotas são trimestais?

Abraço

gaivina disse...

Uma delícia!....

Erecteu disse...

Maria,
Mae que esperavas do começo?
Deixa começar o jogo e veremos se não fodem que se fartam, pelos as canelas.
Beijinhos que já lá vou

-----
Ab,
O USA está aberto a sócios. A cota é 1$00 por més. Com 10 paus os tipos até te faziam presidente.

-----
A beterraba? Também acho.
(Com a acidez deste comentário lá me foge a pombinha pra não mais vpltar; e depois queixo-me que não tenho sorte com elas!)

Beijinhos
"Afenal" a pombinha é Gaivina ou Hipatia?

psique disse...

tenho de ir assistir ao jogo ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Um mimo, Erecteu. Mas jogar com camisas a cheirar a beterraba não será contra os regulamentos?

Abssinto disse...

eheh

Nanny disse...

Eu gostei do Sporting Club da Barrosinha... mas estes gajitos dos açougues pode ser que tenham futuro...

Bela cor de camisolas têm eles, a minha favorita!

Beijo da gata
(e nada de dina.mite!)

Erecteu disse...

Raf,
Nem pensar!
O regulamento diz que no final é que não pode cheirar a outra coisa que não seja suor.
Tens lugar grátis atrá da baliza e central a $50.
Estás à vontade, não há canifobias e tens protecção garantida contra o homem da carrossa.

abraço.

-----
Nanny,
O SCB é dos cotas.
Não te precipites. As camisolas ainda não secaram, aguardemos pelo resultado.
Uma turra e beijinhos

Maria disse...

São *todos* porreiros, pá!


:P