terça-feira, 24 de outubro de 2006

Ética

que palavra tão estranha.

Servirá para alguma coisa?
até serviria à poesia, Não dava jeito pa rima?

estética
anoréctica
patética
sintética
esquelética...

e eu sei lá para que mais ainda servirá; para a prosa poética?

Todo o dia andei nela enrolado, griteia-a, ou só a pensei?

Ética palavra tão de algodão doce, tão fofa que em lado nenhum faz eco!

4 comentários:

maria_arvore disse...

É uma palavras com uma métrica difícil de cumprir.

Erecteu disse...

Maria-arvore, se for possivel visita Lusofolia.
Perceberás então, quão difícil é a métrica.

tarantela disse...

ÈTICA È DE CERTEZA O QUE TE FALTA.

Erecteu disse...

É, é! tarantela,
um abraço.