quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

A BATALHA DAS CONSCIÊNCIAS

...
Jacinta Romão in Quarta, 10 de Janeiro de 2007

Está lançada a guerra.
À partida o "NÃO" está em condições de ganhar, temo.
Assim penso porque o SIM, irá defrontar uma opinião sustentada por uma instituição organizada, poderosa e supranacional. Acresce, a isto, que a campanha pelo não, esgrime os seus argumentos recorrendo à chantagem emocional, à manipulação afectiva e não só.

Pasme-se! Eurico de Melo reforça o "não" com a ideia de que a decrescente demografia requer que as mulheres portuguesas aumentem a sua produção!
O liberalismo estaca a fundo nas questões económicas, porque a liberdade de consciência, aí, não tem lugar.

Para quê legislar sobre uma matéria, diz uma senhora -com ar de muito senhora-, que, há mais de trinta anos, não remete para a prisão nenhuma mulher que tenha praticado o aborto clandestino?
Palavras para quê? O estado confronta-se com uma realidade que está desajustada juridicamente, ignora-a; tropeça com na sua falta de capacidade e de vontade em cumprir o seu papel social em relação às crianças, que por aí andam, sem quem lhes valha económica e muito menos afectivamente.
Será que o "não" esta carente e saudoso de um lumpemproletariado, ou está seguro da sua capacidade de gestão da mão de obra de que tanto carece?
Pede-se às mulheres que ponham à disposição da nação a sua função reprodutora; que sejam um passivo objecto parideiro.

"NÃOS", NÃO ME EMPRENHEM, POR FAVOR

25 comentários:

Maria disse...

"o SIM, irá defrontar uma opinião sustentada" pela hipocrisia. E se as mulheres tivessem os bebés e os deixassem à porta das igrejas para os padres cuidarem deles? Aí já não fariam campanha pelo Sim...

Elipse disse...

a campanha é forte; outra coisa não seria de esperar. mais uma vez, manipulam-nos... de forma a não se gastarem 10 milhões de euros em vão... vá de retro,dirá a maioria; e os portugueses não mudaram assim tanto desde o último referendo.
merda para nós todos, gado vadio a precisar de reprodução...
um dia destes ainda me obrigam, por decreto-lei, a parir mais um...
Fo-go!!!!!!!!
Depois levo-o à escola e os profs qe o aturem!!!

rui disse...

Olá Erecteu

Já consigo comentar, como anônimo!!!
Admiro a tua coragem! Dar a cara pelo SIM.
Há que esclarecer e abrir mentes retrógadas, senão, não valerá o esforço.Um abração.

Rui

Pestana da Madeira

rui disse...

Consegui!!!!!!!

diefe disse...

Roubei-te o "pin" e vou levá-lo prá minha zona!
Bjs

Sukubus disse...

eu digo SIM!

Querem que mais mulheres morram a fazer abortos calendestinos? CRETINOS!

SIM
SIM
SIM!

ps. podes mudar o meu url para Sukubus ? thanks :)

Rosario Andrade disse...

A Igreja catolica é contra o aborto porque precisa de gado para pastorear. É contra o aborto mas a favor da Pedofilia dos seus pastores, se realizada em segredo. Crimen Sollicitationis. Santa escolha.
Bjicos

Erecteu disse...

Maria,
Não há melhor regaço que o da MÃE.
Entre o abandono e a protecção de uma instituição, à partida é o menor mal mas... há instituições que dão cabo das crianças.
Beijinhos.

-----
Elipse,
Começo por um beijinho.
A descrição da aula impressionou-me.
Vamo-nos a eles.
Outra beijoca.

-----
Rui,
Fico especialmente contente pela tua visita que tardava e, naturalmente, pelo êxito.
Um abração bem estreito.
-----
Diefe,
Ladrão que rouba a ladrão...
Roubei o pin Chez-Maria, a Maria-Arvore é que é responsável pela pinocada :)
Já vi o teu "novo" blog, não consegui largar lá a posta. Vou insistir.
Beijinhos

-----
Sukubus,
Está feita a troca.
Vai ser difícil afastar-me da Nice Lolita mas confesso que acho piada à reencarnação; também gosto d'encarnar, veve ser por a minha carne ser fraca ;)
Beijinhos

-----
Rosario,
A informação vai retirando margem de manobra à manipulação. O pior é para os dependentes do apoio de instituições com gente pouco escrupolosa.
Beijinhos

o alquimista disse...

Pois amigo, vai lá saber-se onde para a imoralidade e começa a razão...vai lá saber-se...

Abraço

maria_arvore disse...

Os partidários do não estão emprenhados pela hipocrisia de manter uma lei que não se cumpre. E baralham tudo como se o referendo fosse para promover o aumento de abortos. Talvez, como dizes, seja pelas saudades de mão-de-obra barata e inculta para servir os senhores e para que a lei não seja igual para todos: para que eles possam contorná-la e para que com ela possam continuar a punir os seus servidores.

jj disse...

http://www.freakonomics.com/ch4.php

Jinhos.

mariazinha disse...

Mete nojo o modo como a comunicação social embarca na manipulação da opinião pública, ao constantemente falar de "sim ao aborto" e "não ao aborto" como se este referendo tivesse alguma coisa a ver com sermos a favor ou contra o acto em si... Não há entre a classe dos jornalistas quem venha esclarecer esta palhaçada?? SIM À DESPENALIZAÇÃO!

rui disse...

Olá Amigo Erecteu

O SIM vencerá, estou convicto.

Um grande abraço

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

....oooO
....(....)... Oooo
.....)../. ...(....)
....(_/.......)../
..............(_/
....oooO
....(....)... Oooo
.....)../. ...(....)
....(_/.......)../
..............(_/
...... Passei por aqui
......... E desejo
......... Um bom fim de semana
BEIJOS

Nanny disse...

Os meus parabéns, Erecteu!

P'ra mim, SIM!

(e se querem parideiras, não contem aqui com a gata!)

Rafeiro Perfumado disse...

Começa a cansar-me este tema. Mais uma vez se divide a população em vez de se tentar alcançar uma plataforma de entendimento comum. Enfim, estamos em Portugal...

Maria disse...

Passei cá para ver se havia post novo... Não há...


então só posso desejar-te uma boa semana de trabalho

Maria disse...

Anybody home?

Erecteu? estás bem?

damularussa disse...

Duvido que haja alguma mulher que o faça de gosto.
Duvido que em consciencia alguns dos não, não se transformassem em sim.
Não duvido da hipocrisia de alguns nãos.
Se sou a favor da vida? SEMPRE.
Mas entre a Vida e a morte encontrada nos caixotes do lixo, de crianças rejeitadas e abandonadas por quem as pare, crianças em instituições aguardando em listas de espera uma adopção que cada vez é mais dificultada, entre a violação de crianças pelos seu progenitores, entre a violencia de que são vitimas, prefiro a despenalização é menos hipócrita.
Matar? Abandonar não é matar?Não lhes dar carinho, não os alimentar?
Bater-lhes até à morte é o quê, mimá-los?
Há anos que travo uma batalha para a possibilidade de ser mae biológica, não faria um abordo, mas não será o não que vai acabar com ele. Continuará a fazer-se e quem tem dinheiro paga, quem não tem irá fazê-lo num "vão de escada".

Beijos

Nanny disse...

Há surpresa lá no meu cantito, vai ver.
Volto amanhã para comentar.

Nanny disse...

Há surpresa lá no meu cantito, vai ver.
Volto amanhã para comentar.

diefe disse...

Mas onde andas tu, Erecteu nosso?! Bjs

maria_arvore disse...

Tu não me digas que só voltas a 12 de Fevereiro... ;)

(ou então não sei como perguntar-te se está tudo bem contigo e é só muito trabalho, muito trabalho ;)))

Bad disse...

é só para dizer mais uma vez Sim á despenalização!

rui disse...

Olá Erecteu

Que se passa compadre!
Deixa lá o referendo de parte, já sabemos em quem votar.
Faz aí um post sobre o Alentejo profundo, fala-me sobre essa bela e enorme paisagem Alentejana.

Um grande abraço Amigo