quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Crises

Beatriz M. e Linda A.
Duas mulheres que têm tendência para saltar para o outro lado da vida.
Saltaram o muro de uma vida em liberdade e aos olhos implantados em cabeças escorreitas, com formatações perfeitas mas de vistas estreitas, ousam construir os seus próprios afectos que infectos aos vigilantes olhares que as rodeiam os vêem como impróprios, merecendo tal namoro tratamento digno de filhos de Montéquio e Capuleto, pelo que estão apartadas, despojadas de seus bens.
Está montada a trama para que entre Frei Lourenço. No elenco, entra a matar Fernando Namora que, espero, se a alguma der um elixir que iluda os carrascos, não se esqueça de contar à outra o final da tragédia de Romeu e Julieta.
Com tanta crise material, para quê a moral?


2 comentários:

maria_arvore disse...

Os carrascos acham-se sempre no direito de impor a sua moral aos outros. :(

No entanto, tal como amanhã a votação para rejeitar o casamento entre pessoas do mesmo sexo irá desrespeitar o artº 13º da Constituição Portuguesa também este comportamento punitivo das duas o faz.

Que o Pedro Namora as ajude a demonstrar que são cidadãs com direitos.

Erecteu disse...

Maria, esperemos que depois de amanhã venha breve "o amanhã" para que todos vivam em plenitude as suas emoções e afectos.