quarta-feira, 3 de outubro de 2007

3 em 1, noves fora nada

Estou-me cagando mas o uso desta forma verbal foi proibido lá para terras de Vera-Cruz, por razões que não serão naturalmente resolvidas com esta medida, mas vou indo...

Quando for grande, se alguma vez vier a ser, é bom que não se esqueça de que esta vida funciona segundo o princípio muito fiável, mas não infalível, do “shutle”, do vai-vem. Por vezes estrala lá no ar como os foguetes que festejam a vitória de Menezes, outras estrala-nos nas mãos, como no dia em que se tem que mostrar no estendal a roupa mais intima.

Para quem contava com todos caso ganhasse, sem que se explique convenientemente, não fica lá muito bem demitir-se das funções que desempenhava, sob pena de ficar a ideia de que se trataram de inconvenientes cuspidelas para o ar, ou de que o ego é bem maior do que a estatura fisica.
Os homens não se medindo aos palmos de alguma forma se medirão.



3 comentários:

diefe disse...

Bolas, ainda bem que o Alberto ainda não se lembrou disso... Cá usa-se tanto como no Brasil... (E tu, tás bem?! Bjks ;))

maria_arvore disse...

Quem está mandando julga que pode ir decretando para a gente ir cumprindo.
Tais cabeças só se esquecem que nem estamos ouvindo e que para essa causa nos estamos f*dendo. ;)

Maria disse...

Preferia viver numa República das Bananas... lá pelo menos as coisas funcionam melhor.