domingo, 15 de abril de 2007

72



Há muitos anos, vi um velho democrata pôr no devido lugar um arrivista que ainda não tinha despido completamente a camisa de legionário e se preparava para colar ao 25 de Abril, afirmar para espanto de uma multidão em estreia absoluta da liberdade de expressão:

A DEMOCRACIA TEM LIMITES.
NELA SÓ CABEM OS
DEMOCRATAS
.

Foi um escândalo, a liberdade estava na rua, há menos de 72 horas.

Após isto, 72 semanas, o país assistia ao incendiar de sedes de partidos de esquerda, como consequência de um verão quente.
Bombas deflagravam, Padre Max era assassinado na região de Vila Real a 02 de Abril de 1976 com recurso a uma bomba colocada no seu carro, que matou também a estudante Maria de Lurdes, a quem o clérigo tinha dado boleia.

72 meses depois (1980) Diogo Freitas do Amaral sucede a Francisco Sá Carneiro, vitimado num desastre de avião em Camarate, cujas causas estão por esclarecer.

Não imagino o que se passará daqui a 72 anos.
Teremos o Castelo da Pena e o Palácio de Sintra com “Bandeira Azul”, face ao aquecimento global do planeta?
Espanha terá sido anexada a Portugal?
Pertenceremos à União dos Estados Unidos da Europa-Magreb-Médio-Oriente, gozando de uma agradável prosperidade sob a liderança de Israel?

Há 72 anos, 28 de Janeiro - A Islândia tornou-se o primeiro país do mundo a legalizar o aborto. Nós andamos aos papeis no que a isso respeita!

Hoje há pessoas que utilizam a razão da força para imporem ideias próprias e com marginal acolhimento. Consideram-se seres superiores e iluminados com o direito de tutelar consciências e vontades. Estranhamente essas pessoas têm lugar dentro do sistema democrático, mas, um país governado por uma alternância socialista / social-democrata, tolera o que me parece intolerável e maltrata os seus pares com assento no parlamento rotulando-os de “esquerda não democrática”.
Até sempre. Até amanhã camaradas, disse.

7 comentários:

Maria disse...

Teremos bandeira azul em todo o lado. E o país irá ao fundo... literalmente.

GK disse...

Olha que a Odete vai fazer falta! No mínimo sabia chamar à atenção!

maria_arvore disse...

É giro lembrares uma frase que continua tão actual, considerando os últimos cartazes do grupelho racista, extremista e nazi.

O meu prognóstico é que daqui a 72 anos viveremos numa ditadura europeia, com um governo formados pelos banqueiros europeus e empresários cotados na revista Forbes, sendo Portugal uma estância balnear com todos os seus habitantes a trabalharem na hotelaria e similares. ;))

Erecteu disse...

Bolachinha,
O barco vai de partida.
Vai ao fundo sim senhor...
mas há colete e salvavida
é só darmos o melhor.

-----
GK
E ela avisou que continuaria por cá...

-----
Maria,
De assim for terá o fim das ditaduras.

Toix disse...

Tens ali em baixo um post muito bonito sobre o meu cota, fiquei contente, e mando-te um abraço. Mas quanto ao resto já sabes, é a dose do costume, porrada se refilares.

Nanny disse...

Deixo-te um beijo de fugida!

Em Maio será! :-)

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Passei para ver as novidades...
Desculpa-me o facto de não te comentar como devia. Abate-se sobre o corpo e a alma o cansaço esta semana .A falta de tempo também nao ajuda, no entanto tento sempre visitar os amigos da blogosfera que me acarinham e visitam.
Beijinhos